Sem dúvida, a grande novidade do setor para este ano, são os adesivos híbridos. Mais do que novos produtos no mercado, trata-se de uma nova tecnologia, que sem exageros, podemos chamar de revolucionária. Este blog tem acompanhado de perto esta inovação, e já abordamos em alguns posts a performance do primeiro adesivo deste tipo, o Loctite HY 4090. A formulação dos híbridos, patenteada pela Henkel, combina as características de cianoacrilatos e adesivos estruturais, criando uma nova categoria de adesivos. Em termos históricos, isso se compara a inovações como o surgimento dos anaeróbicos, desenvolvimentos que mudaram os sistemas de montagem industrial. Isto se torna ainda mais evidente com o lançamento mundial de uma família de soluções para engenharia e manutenção, baseada no conceito dos adesivos híbridos. Agora, já estão disponíveis no mercado outras formulações, além do HY 4090 que tornam as possibilidades de aplicação desta tecnologia virtualmente sem limites. Diferentes fórmulas passam a oferecer opção e flexibilidade quanto à velocidade de cura e níveis de força de adesão.

Soluções como o Loctite HY 4080, por exemplo, são ainda mais fortes que o 4090, que por sua vez se torna uma opção para quem precisa privilegiar a velocidade.

Já estão disponíveis também o Loctite HY 4060 e HY 4070, em embalagens menores e com características planejadas para aplicações de manutenção. O 4070, por exemplo, possui cura ultrarrápida, entregando uma força de adesão que só conseguia ser encontrada em adesivos do tipo metil metacrilatos.

A Henkel realizou em sua sede na Lapa, em São Paulo, um evento de lançamento desta família de soluções no Brasil, realizando uma demonstração prática do nível de performance que a tecnologia de adesivos híbridos traz.

Em frente à plateia de jornalistas do setor, o engenheiro Célio Renato Ruiz, gerente do Technical Customer Service (TCS) da Henkel para a região da América Latina Sul, aplicou um grama e meio de adesivo Loctite HY 4070 em uma placa de metal e em seguida uniu outra de igual tamanho e formato. Menos de 15 minutos depois, um lado da montagem foi conectado a um guindaste, enquanto o outro lado foi engatado em uma peça metálica pesando mais de 700 quilos. O guindaste ergueu o conjunto, e a fina camada de adesivo entre as placas suportou toda tensão gerada pelo peso da carga em elevação, assim permanecendo até o final da apresentação.

“Em laboratório a mesma aplicação superou 5 toneladas, portanto a simulação que fizemos foi bastante realista, com grande margem de segurança”. – afirmou Célio.

Veja em detalhes como foi o teste neste vídeo.

Continue acompanhando as novidades sobre esta nova tecnologia de montagem e manutenção, no Blog do Adesivo Industrial. Temos muitas outras notícias e informações chegando sobre este que é o mais importante acontecimento na área de adesivos industriais das últimas décadas. Aguarde que tem muito mais!

Tags: híbridos, hibrido, loctite 4090 e 4090.