frotas

Equipamentos sujeitos a esforço continuado, grandes pressões ou altas temperaturas apresentam uma vida útil amplamente afetada pela forma como sua manutenção é feita.

A modalidade de manutenção corretiva é a forma mais óbvia e a mais primária de manutenção e pode ser descrita pelo ciclo do “quebra-conserta”, ou seja, o conserto só é feito depois que acontece o problema. A manutenção corretiva é também a forma mais cara de manutenção, pois gera a diminuição da vida útil das máquinas e das instalações, além de serem necessárias paradas para manutenção em momentos aleatórios, e muitas vezes inoportunos. Mas infelizmente, sabemos que na prática esta modalidade ainda é bastante presente na manutenção de equipamentos.

A forma ideal de manutenção é a chamada “pró ativa”, que como o nome sugere, consiste em resolver os problemas antes que aconteçam. Desta forma, ao invés de paradas forçadas e inesperadas, o gestor escolhe o momento ideal para isto. Quando a quantidade de máquinas é grande, como por exemplo frotas, os benefícios deste processo são otimizados. No sistema de manutenção sem planejamento, ou reativo, quanto maior o número de equipamentos, ou veículos, no caso do exemplo de frotas, maiores as chances estatísticas de “toda hora” aparecer um problema inesperado. Isto gera custos de diversas formas:

• Custo de gestão da substituição emergencial do equipamento ou veículo fora de serviço.

• Prejuízos com o ativo fora de operação (quando a substituição emergencial não é possível).

• Falhas no atendimento a clientes / consumidores, prejudicando a imagem da empresa.

• Deslocamento emergencial de mão de obra.

• Aquisição emergencial de peças (pode não haver peça em estoque e toda compra emergencial tem o potencial de ser mais cara).

• O tempo de parada (e prejuízo) pode ser estendido devido à eventual demora para alocar a devida mão de obra e peças necessárias.

• No caso de veículos, a quebra pode acontecer distante da oficina, gerando custos de traslado.

Por outro lado, com a filosofia de manutenção pró ativa, as economias se contrapõem:

• O ativo fica fora de serviço de modo planejado, em datas onde não é requerido ou quando existe outro disponível para substituí-lo.

• A aquisição de peças é otimizada, pois pode-se organizar estoques, comprados com antecedência e em quantidades que facilitem a atuação do departamento de compras.

• A mão de obra é otimizada, podendo ser alocada em datas de maior disponibilidade assim como permite organizar várias manutenções na sequência mais produtiva possível.

Como nos processos de manutenção pró ativa é muito comum a aplicação de ferramentas químicas, como polímeros compósitos para revestimentos, anti-engrimpantes e adesivos anaeróbicos para travamento e vedação. A Henkel não somente se destaca pelas vantagens técnicas oferecidas por suas soluções Loctite e Teroson, como também se preocupa com a orientação aos seus clientes, por exemplo, organizando treinamentos “in house” onde não apenas demonstra quais as melhores soluções e procedimentos para aumentar a durabilidade das manutenções (e os intervalos entre elas), como também orienta para metodologias de análise preditiva.

treinamentos

Este conceito está intrinsecamente ligado à manutenção pró ativa e consiste em manter um registro preciso das datas de manutenção de cada peça, e de eventuais ocorrências de defeitos. Cruzadas com as informações de tempo médio de manutenção versus a vida útil do tipo de solução utilizada, esta metodologia permite prever as datas em que as revisões de manutenção devam ocorrer de modo a evitar “surpresas desagradáveis”.

A Henkel, através das marcas Loctite e Teroson também possui programas específicos de consultoria para frotistas, oferecendo um levantamento de aplicações através de soluções químicas que visam substituir, quando possível, alguns métodos e/ou processos antigos por soluções mais tecnicamente avançadas. Existem relatos de redução entre 20 a 30% no custo final de manutenção da frota.

Você pode obter mais informações visitando o site www.oficinaloctite.com.br ou utilizando nosso formulário de solicitação técnica.

Não é possível prever o futuro, mas você pode planejá-lo!