A SAE International é uma associação mundial com mais de 128.000 engenheiros e especialistas técnicos relacionados aos setores aeroespacial, automotivo e de veículos comerciais. As principais qualificações da SAE International são o aprendizado duradouro e o desenvolvimento de padrões consensuais voluntários. Dentre as muitas interações e atividades que possui com universidades, a Fórmula SAE Brasil é uma das mais interessantes. Trata-se de uma competição entre estudantes de graduação e pós-graduação de Engenharia, a fim de dar-lhes a oportunidade de colocar em prática o que aprenderam em teoria. Grupos são montados nas Universidades e então eles desenvolvem e constroem carros de corrida para competição.

Com adesivos de última geração equipe Unicamp cola na ponta da Fórmula SAE

Além de obedecer às regulamentações da SAE international, os carros são submetidos a avaliações em provas estáticas e dinâmicas, dentre elas: concepção técnica, execução e montagem, aceleração, pista/corrida e viabilidade comercial.

A 12ª edição da competição traz para os estudantes, além da diversão e emoção, também a vivência do trabalho em equipe e a possibilidade de terminarem a competição contratados por uma das grandes montadoras que patrocinam a corrida.

O grupo da Unicamp conta com 36 membros alunos da graduação, na maioria da Engenharia Mecânica, mas também alunos da Engenharia Elétrica, Engenharia de Controle e Automação e Engenharia da Computação.

Uma regra básica para poder participar da competição internacional, é que todo ano deve ser desenvolvido um novo projeto, evoluindo em relação ao aprendizado dos projetos anteriores. Dentre as inovações do carro da Unicamp neste ano, destaca-se o cárter seco e um novo pacote aerodinâmico.

Com adesivos de última geração equipe Unicamp cola na ponta da Fórmula SAE

“Para nos ajudar com estes dois desafios, buscamos o líder mundial e referencia em engenharia de adesivos, a multinacional alemã Henkel, detentora das marcas Loctite e Teroson. A aplicação dessa tecnologia nos permite unir, travar, vedar e fixar diferentes componentes da maneira correta, além de garantir uma maior confiabilidade a todos os sistemas.”, diz Caio Chiappetta, integrante do grupo e capitão.

Dentre as principais aplicações onde adesivos de última geração agregam diferencial competitivo, se destacam:

– Adesivos estruturais a base de epóxi, para as uniões mecânicas. Elas sofrem grande esforço, mas ao mesmo tempo precisam de uma flexibilidade maior que o sistema de solda convencional.

Com adesivos de última geração equipe Unicamp cola na ponta da Fórmula SAE

Adesivos aplicados no carro da equipe Unicamp

Na montagem da bucha no sistema de admissão de ar, foi utilizada uma novidade: um adesivo instantâneo híbrido em gel de alta viscosidade.

Esta nova tecnologia combina as melhores características dos cianoacrilatos e dos epóxis. Projetado especificamente para uniões estruturais, ele não escorre, apresenta resistência à umidade, impactos e vibrações, com cura ultra rápida. Leia mais no post: Nova tecnologia de adesivo híbrido apresenta a velocidade do cianoacrilato e a força dos adesivos estruturais

Nas vedações do cárter foram utilizados silicones automotivos de última geração.Veja mais sobre esse tema no post:  (Um debate quente sobre silicones.)

Nas vedações dos flanges, conexões roscadas e travamento de parafusos, foram aplicados os adesivos anaeróbicos Loctite, de alta resistência à temperatura, específicos para cada finalidade. (Veja mais no post Em busca da adesão perdida – Parte 1)

Acessórios plásticos foram fixados com adesivos cianoacrilatos, e os vidros utilizaram a nova tecnologia Teroson para fixação. (Veja o post Adesivos para vidros automotivos afetam a vida útil de todo o veículo.)

Para limpeza e lubrificação, foram utilizadas soluções como Loctite Super Lub e o descarbonizante Loctite Auto 100.

Para orientar quanto aos métodos corretos de aplicação destes adesivos e ferramentas químicas, a Henkel ofereceu à equipe da Unicamp um treinamento completo e suporte técnico permanente.

O time da Unicamp foi a equipe brasileira melhor colocada em 2014, tendo representado o Brasil na Fórmula East em Michigan, nos Estados Unidos, onde alcançou a 4ª Colocação (dentre 120 equipes) na Prova de Apresentação de Engenharia e a 3ª Colocação na Prova de Aceleração.

Com adesivos de última geração equipe Unicamp cola na ponta da Fórmula SAE