Segurança Alimentar
Conforme este blog tem apontado, o setor de embalagens para alimentos apresentou grandes evoluções nos últimos anos. Em especial, com relação aos adesivos para laminação e plastificantes. Podemos resumir os principais avanços tecnológicos na migração de contaminantes em:

– Uso de dispersões de copolímeros no lugar de homopolímeros em plastificantes é uma delas. Conforme já vimos, esses plastificantes possuem peso molecular mais baixo, e tendem a migrar de uma forma mais rápida e intensiva.

– Uso de matérias primas com baixo conteúdo de monômeros residuais.

– Uso de polímeros com distribuição estreita de peso molecular.

– Minimização da quantidade de substâncias migratórias pelo uso limitado de aditivos, como por exemplo, estabilizantes e conservantes. Neste caso, usa-se somente a menor quantidade possível para conseguir o efeito técnico desejado. É recomendável a utilização de polímeros livres de aditivos.

– Uso de aditivos inseridos em polímeros ao invés de substâncias de baixo peso molecular. Sempre que possível o aditivo é polimerizado juntamente com o polímero base, de forma que ele não permanece no meio como um aditivo, mas sim incorporado ao polímero original.

– Troca de óleos por resinas ou polímeros nas formulações.

– Capacidade de adesão adequada de múltiplas barreiras.

Este tópico é um capítulo à parte.

Continuar a ler coloque sua senha abaixo

Caso ainda não possua uma senha preencha o formulário de solicitação.